Revista  Enfermagem Atual

Nosso contato
enfermagematual2017@gmail.com
+55 (21) 2259-6232
Nosso endereço
[ISSN 1520-339X ] Impressa
Rua México, 164, SALA 62
Centro | RJ - 20031-143

A enfermagem entre a pia e o cliente: implicações para higienização das mãos

The nursing between the sink and patient: implications for hands hygiene
  • Carmem Fernandes Alves
  • Paulo Sergio da Silva
  • Wiliam César Alves Machado
  • Nébia Maria Almeida de Figueiredo

Declaração da ausência de conflitos de interesse: Os autores declaram não haver conflitos de interesse nem fontes de financiamento.

RESUMO

Objetiva-se determinar o distanciamento entre a pia e os leitos dos clientes, mensurando os movimentos feitos pela enfermagem, bem como o tempo nos percursos entre a pia e os leitos, caracterizando dessa forma, os achados e suas implicações, indicando os motivos para adesão ou não da higienização das mãos. Estudo qualitativo matematizado com cálculo simples, no qual foi determinada a realização de 12 procedimentos de rotina à um cliente em leito mais afastado da pia. O tratamento dos dados seguiu o referencial analítico de Bardin. Os resultados apresentaram que o profi ssional de enfermagem caminhou 576 metros e consumiu 33 minutos, sendo 24 minutos para a higienização das mãos e 9 minutos nos deslocamentos pia-leito-pia. Complementando, 31 enfermeiras responderam sobre as implicações da distância da pia ou a falta delas e de material. Conclui-se que o espaço e o tempo foram fatores de não adesão à higienização das mãos, visto que podem proporcionar desgaste físico por longas caminhadas e elevado consumo do tempo da jornada de trabalho. Considera-se que os resultados são confi rmadores do objetivo e da necessidade de incluir o corpo, o espaço, o tempo e a estrutura física como impulsionadores na adesão a higienização das mãos.

Palavras-chave: Higiene das Mãos; Infecção Hospitalar; Cuidados de Enfermagem; Segurança do Paciente.